Exame do CFC e Educação Contábil: Análise das características das IES e seus índices de aprovação

  • Deivson Vinicius Barroso UFBA
  • Sheizi Calheira de Freitas
  • José Sérgio Casé de Oliveira
Palavras-chave: Ensino Superior, Instituições de Ensino Superior, Cursos de Contabilidade, Exame do CFC.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi verificar quais características das Instituições de Ensino Superior estão relacionadas à aprovação dos seus alunos de Contabilidade no Exame de Suficiência da Profissão.

Método: Foram analisadas características institucionais de 741 instituições que tiveram ao menos dez estudantes realizando o Exame na 1ª e 2ª edições do ano de 2017.  Para o tratamento dos dados foi utilizada a análise de Regressão Beta Inflacionada.

Resultados: Os principais resultados da pesquisa mostram que características como: bom desempenho no ENADE, melhores avaliações no IGC, o fato do curso pertencer a uma universidade pública, estar localizado em capitais dos estados brasileiros, ser citado no Ranking Universitário da Folha e possuir programas de Pós-graduação em Contabilidade, possuem significância estatística e coeficiente positivo para explicar o desempenho das IES no Exame.

Contribuições: A expansão de cursos de graduação em contabilidade no país não pode estar dissociada da obtenção do conhecimento mínimo necessário ao desenvolvimento da atividade profissional, portanto, a partir dos resultados encontrados pretende-se possibilitar que os gestores das IES conheçam quais atributos institucionais contribuem para o bom desempenho no Exame, propiciando a melhor gestão dos fatores passíveis de modificação, o que se espera resultar em melhoria da formação contábil.

Referências

Abjaud, J.V.M. (2014). Fatores de análise de desempenho determinantes das IES e Unidades de ensino superior brasileiras: uma análise das relações entre as variáveis do Censo da Educação Superior e Demográfico. (Dissertação Mestrado), Universidade FUMEC, Belo Horizonte, Brasil.

Almeida, M. I. (2004). Docentes para uma educação de qualidade: uma questão de desenvolvimento profissional. Educar, 24, 165-176.

Andriola, W. B. (2009). Fatores institucionais associados aos resultados do Exame Nacional de Desempenho Estudantil (ENADE). Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, 7 (1), 22-49.
Barilla, A. G., Jackson, R. E., & Mooney, J. L. (2008). The CPA Exam as a Postcurriculum Accreditation Assessment. Journal of Education for Business, 83(5), 270–274.
Biggs, J. (2001). The reflective institution: Assuring and enhancing the quality of teaching and learning. Higher Education, 41, 221-238.
Bline, D. M., Perreault, S., & Zheng, X. (2015). Do Accounting Faculty Characteristics Impact CPA Exam Performance? An Investigation of Nearly 700,000 Examinations. Issues in Accounting Education, 31(3), 291–300.
Briggs, G. P., & He, L. (2012). The 150 Credit-hour Requirement and CPA Examination Pass Rates-A Four Year Study. Accounting Education, 21(1), 97–108.
Brito, T. F. (2015). Corpo docente: fatores determinantes do desempenho discente no ENADE. (Dissertação Mestrado), Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.
Bugarim, M. C. C., Rodrigues, L. L., Pinho, J. C. C., & Machado, D. Q. (2014). O desempenho dos profissionais de contabilidade no exame de suficiência do CFC: uma análise de conglomerados regionais. Revista de Contabilidade e Organizações, 8(22), 60–71.
Bunker, R., & Harris, D. (2014). Online accounting degrees: An empirical investigation of CPA exam success rates. Journal of Business and Accounting, 7(1), 86–93.
CFC. (2016). NBC PG 12 (R2). Educação Profissional Continuada. Retrieved from: .

CFC. (2017). Resultado final por Exame. Retrieved from: .

CFC. (2017). O Conselho. Retrieved from: .

Cruz, A. J. (2012). Desempenho dos alunos no ENADE de 2009: um estudo empírico a partir do conteúdo curricular dos cursos de Ciências Contábeis no Brasil. (Dissertação Mestrado), FUCAPE Business School, Vitória, Brasil.

Ferrari, S. L. P., & Cribari-Neto, F. (2004). Beta Regression for Modeling Rates and Proportions. Journal of Applied Statistics, 31, 799–815.

Ferreira, M. A. (2015). Determinantes do desempenho discente no ENADE em cursos de Ciências Contábeis. (Dissertação Mestrado), Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil.

Fogarty, T. J., Zimmerman, A. B., & Richardson, V. J. (2016). What do we mean by accounting program quality? A decomposition of accounting faculty opinions. Journal of Accounting Education, 36, 16-42.

Fogarty, T.J., Saftner, D. V., & Hasselback, J. R. (2011). Knowing one’s place: the distribution of new accounting academics into a segment labor Market. Journal of Accounting Education, 29, 89-99.

Fombrun, C., & Shanley, M. (1990). What's in a Name? Reputation Building and Corporate Strategy. The Academy of Management Journal. Vol. 33, No. 2, pp. 233-258. Jun.

INEP: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (2007). Sinopse Estatística da Educação Superior 2006. Inep. Retrieved from: .

INEP: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (2017). Sinopse Estatística da Educação Superior 2016. Inep. Retrieved from: .

Kauppi, N., & Erkkila, T. (2011). The Struggle Over Global Higher Education: Actors, institutions, and practices. International Political Sociology. Vol. 5, No. 3, pp. 314–326.

Lacerda, L. L. V. (2015). Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior: sistema de avaliação ou Exame de desempenho? (Tese Doutorado), Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, Brasil.

Lacerda, L. L. V., & Ferri, C. (2015). Relações entre indicadores de qualidade de ensino e desempenho de estudantes dos cursos de Pedagogia do Brasil no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, 96 (242), 129-145.

Lemos, K. C. S., & Miranda, G. J. (2014). Alto e Baixo Desempenho no ENADE: que variáveis explicam? V Congresso UFSC de Controladoria e Finanças e Iniciação Científica em Contabilidade.

Lepchak, A., Oliveira, A. J., Fragalli, A., & Scarpin, J. E. (2016). A avaliação da Educação superior: um estudo sobre os determinantes de desempenho. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, 11 (3), 1111-1131.

Miranda, G. J. (2011). Relações entre as qualificações do professor e o desempenho discente nos cursos de graduação em Contabilidade no Brasil. (Tese Doutorado), Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

Moreira, A. M. A. (2010). Fatores institucionais e desempenho acadêmico no ENADE: um estudo sobre os cursos de Biologia, Engenharia Civil, História e Pedagogia. (Tese Doutorado), Universidade de Brasília, Brasília, Brasil.

Morgan, J., Bergin, J. L., & Sallee, L. (2008). An investigation of the relationship between AACSB business school accreditation and CPA exam success rates. Journal of Business & Leadership, 4 (1), 20-32.

Morgan, J., Bergin, J. L., & Sallee, L. (2012). Three Types of Business School Accreditation and their Relationships to CPA Exam Scores of Graduates. Advances in Business Research, 3 (1), 25-35.

Morosini, M. C. (2009). Qualidade na educação superior: tendências do século. Estudos Avaliação Educacional, 20 (43), 165-186.

Nisbett, R. E., & Wilson, T. D. (1977). The Halo Effect: Evidence for Unconscious Alteration of Judgments. Journal of Personality and Social Psychology, 35 (4), 250-256.

Nossa, V. (1999). Ensino da contabilidade no Brasil: uma análise crítica da formação do corpo docente. São Paulo, 1999. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (USP).

Oliveira Filho, J. A. D. (2010). Controle Interno e Externo da Gestão Pública. Brasília: WPOS. Retrieved from: .

Pandolfi, C. (2017). Modelo de mensuração da importância das variáveis do censo da Educação Superior, Censo demográfico e os indicadores de qualidade das instituições de ensino superior. (Tese Doutorado), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil.

Ranking Universitário Folha (RUF). (2017). Entenda o Ranking Universitário. Folha de São Paulo. Retrieved from: .
Rodrigues, L. L., Pinho, C., Bugarim, M. C., Craig, R., & Machado, D. (2018). Factors affecting success in the professional entry exam for accountants in Brazil. Accounting Education, 27(1), 48–71.
Saes, F. A. M., & Cytrynowicz, R. (2001). O ensino comercial na origem dos cursos Superiores de economia, contabilidade e administração. Revista Álvares Penteado. São Paulo, v. 3, n. 6, p. 37-59.

Santos, N. A. (2012). Determinantes do desempenho acadêmico dos alunos dos cursos de Ciências Contábeis. (Tese Doutorado), Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

Silva, E. M. D. (2004). A Formação e o perfil dos egressos dos cursos de Ciências Contábeis do município de Vitória. Dissertação (Mestrado). FUCAPE, 119 p.

Telles, R., & Marinho, S. V. (2014). Análise Da Relação Do Desempenho Discente Em Comparação Com As Características Dos Docentes E Das Instituições De Ensino Superior. Revista Inova Ação, 3 (1), 71-87.

Wilson, A. (2002). Exogenous Determinants of Student Performance in First Finance Classes. Financial Decisions, 14 (1), 1-15.
Publicado
31-03-2020
Como Citar
Barroso, D. V., Calheira de Freitas, S., & Casé de Oliveira, J. S. (2020). Exame do CFC e Educação Contábil: Análise das características das IES e seus índices de aprovação. Revista De Educação E Pesquisa Em Contabilidade (REPeC), 14(1). https://doi.org/10.17524/repec.v14i1.2470
Seção
Artigos