Harmonia entre as informações contidas no texto e nos números dos relatórios anuais de empresas brasileiras

  • Marcelo Sanches Pagliarussi Professor Doutor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Thiago Neiva Guimarães Professor Adjunto das Faculdades Unidas do Norte de Minas
  • Tiago Alves Ferreira
Palavras-chave: Relatórios Anuais, Dissonância cognitiva, Análise de Conteúdo.

Resumo

O presente trabalho teve o objetivo de analisar a harmonia entre as informações transmitidas nas seções narrativas dos relatórios anuais e o desempenho financeiro das empresas. A amostra foi composta por 120 empresas dentre as listadas na BM&FBovespa no ano de 2009, sendo as 60 com maior variação positiva e as 60 com maior variação negativa de resultado contábil líquido. Foram selecionadas palavras-chave referentes a três temas centrais: rentabilidade, crescimento e gestão e por meio de análise de conteúdo foi avaliado o sentido que estas palavras-chave apareciam nos relatórios (positivo quantitativo, positivo qualitativo, negativo quantitativo e negativo qualitativo). Obtidas as frequências, foram realizadas duas regressões logísticas para comparação do texto com os números, sendo uma pela frequência bruta de palavras e outra pela ponderação de termos. Os resultados indicam que, nas informações ligadas ao tema rentabilidade, o texto é harmônico com os números. Nas informações referentes ao crescimento, a harmonia é parcial. E quando se trata de informações ligadas à gestão, existe conflito entre as seções narrativas e o desempenho das empresas. Finalmente, constatou-se que quanto mais subjetivas são as informações, maior o conflito.

Biografia do Autor

Marcelo Sanches Pagliarussi, Professor Doutor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
PhD. in Materials Science and Engineering from Universidade Federal de São Carlos
Thiago Neiva Guimarães, Professor Adjunto das Faculdades Unidas do Norte de Minas
Mestre em Ciências Contábeis pela Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças
Tiago Alves Ferreira
Mestrando em Ciências Contábeis pela Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças

Referências

Abrahamson, E., & Amir, E. (1996). The information content of the president's letter to shareholders. Journal of Business Finance e Accounting, 23(8), pp.1157-1182, doi: http://dx.doi.org/10.1111/j.1468-5957.1996.tb01163.x

Balata, P., & Breton, G. (2005). Narratives vs numbers in the annual report: are they giving the same message to the investors?. Review of Accounting and Finance, 4(2), pp.5-14, doi: http://dx.doi.org/10.1108/eb043421

Bardin, L. (2004). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Beynon, M. J., Clatworthy, M. A., & Jones, M. J. (2004). The prediction of profitability using accounting narratives: a variable‐precision rough set approach. Intelligent Systems in Accounting, Finance and Management, 12(4), pp. 227-242, doi: http://dx.doi.org/10.1002/isaf.256

Breton, G., & Taffler, R. J. (2001). Accounting information and analyst stock recommendation decisions: a content analysis approach. Accounting and business research, 31(2), pp. 91-101, doi: http://dx.doi.org/10.1080/00014788.2001.9729604

Clatworthy, M., & Jones, M. J. (2001). The effect of thematic structure on the variability of annual report readability. Accounting, Auditing e Accountability Journal, 14(3), pp. 311-326, doi: http://dx.doi.org/10.1108/09513570110399890

__________________________. (2003). Financial reporting of good news and bad news: evidence from accounting narratives. Accounting and business research, 33(3), pp. 171-185, doi: http://dx.doi.org/10.1080/00014788.2003.9729645

__________________________. (2006). Differential patterns of textual characteristics and company performance in the chairman's statement. Accounting, Auditing e Accountability Journal, 19(4), pp. 493-511, doi: http://dx.doi.org/10.1108/09513570610679100

Cunha, R. K. C. D. (2009). Silva, César Augusto Tibúrcio. Análise da Facilidade de Leitura das Demonstrações Contábeis das Empresas Brasileiras: Uma Investigação do Gerenciamento de Impressões Nas Narrativas Contábeis. Anais eletrônicos Congresso USP Controladoria e Contabilidade, São Paulo, SP, Brasil, 9.

CVM Comissão de Valores Mobiliários. (1987). Parecer de Orientação CVM nº 15, de 28/12/1987. Recuperado em 25 abril, 2013 de http://www.cvm.gov.br/

CVM Comissão de Valores Mobiliários. (1999). Nota explicativa à Instrução CVM nº. 308, de 14 de maio de 1999. Recuperado em 8 julho, 2013 de http://www.cvm.gov.br/.

Da Luz, A. T. M., Pagliarussi, M. S., Teixeira, A. M. C., & Baptista, É. C. (2009). Uma Investigação sobre a Relação entre Atribuições em Causa Própria e Governança Corporativa. BBR-Brazilian Business Review, 6(2), pp. 191-208, doi: http://dx.doi.org/10.15728/bbr.2009.6.2.5

Grossman, S. J., & Hart, O. D. (1980). Disclosure laws and takeover bids.The Journal of Finance, 35(2), pp. 323-334, doi: http://dx.doi.org/10.2307/2327390

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., e Tatham, R. L. (2007). Análise multivariada de dados. Bookman.

Hildebrandt, H. W., & Snyder, R. D. (1981). The Pollyanna hypothesis in business writing: initial results, suggestions for research. Journal of Business Communication, 18(1), pp. 5-15, doi: http://dx.doi.org/10.1177/002194368101800102

Hyland, K. (1998). Exploring corporate rhetoric: metadiscourse in the CEO's letter. Journal of Business Communication, 35(2), pp. 224-244, doi: http://dx.doi.org/10.1177/002194369803500203

Lei n.º 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Lei das Sociedades por Ações. Lei 6.404, de 15/12/1976. Recuperado em 23 agosto, 2010 de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6404consol.htm. .

Li, F. (2008). Annual report readability, current earnings, and earnings persistence. Journal of Accounting and economics, 45(2), pp. 221-247, doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.jacceco.2008.02.003

Loughran, T., & McDonald, B. (2011). When is a liability not a liability? Textual analysis, dictionaries, and 10‐Ks. The Journal of Finance, 66(1), pp. 35-65, doi: http://dx.doi.org/10.1111/j.1540-6261.2010.01625.x

Manning, C. D., Raghavan, P., & Schütze, H. (2008). Introduction to information retrieval (Vol. 1, p. 6). Cambridge: Cambridge university press.

Manning, C. D., & Schütze H. (1999). Foundations of statistical natural language processing (Ed.). MIT press.

Milgrom, P. R. (1981). Good news and bad news: Representation theorems and applications. The Bell Journal of Economics,12(2), pp. 380-391 doi: http://dx.doi.org/10.2307/3003562

Pagliarussi, M.S, & Liberato, G. B. (2011) Disclosure de estratégia em relatórios anuais: uma análise de dimensões culturais, de Sistema legal e de governança corporativa em empresas de quatro países. RAM. Revista de Administração Mackenzie (Online), 12(4), pp. 155-181.

Ribeiro, J. F., Pagliarussi, M. S., Silva, A. R. L., & Silva Junior, A. (2011). Escolhas linguísticas, custos políticos e gerenciamento da imagem corporativa: o caso da Aracruz Celulose S. A.. Cadernos EBAPE.BR, 9(4), pp. 1136-1157.

Rogers, R. K., & Grant, J. (1997). Content analysis of information cited in reports of sell-side financial analysts. Journal of Financial Statement Analysis, 3, pp. 17-31, doi: http://dx.doi.org/10.2469/dig.v28.n2.254

Smith, M. (1998). Conflicting messages in annual reports, Accountability and Performance, 4(2), pp. 43-60,

Smith, M., & Taffler, R. J. (2000). The chairman’s statement-a content analysis of discretionary narrative disclosures. Accounting, Auditing e Accountability Journal, 13(5), pp. 624-647, http://dx.doi.org/10.1108/09513570010353738

Spence, M. (1973). Job market signaling. The quarterly journal of Economics,87(3), pp. 355-374, doi: http://dx.doi.org/10.2307/1882010

Tessarolo, I. F., Pagliarussi, M. S. & da Luz, A. T. M. (2010). The justification of organizational performance in annual report narratives. BAR-Brazilian Administration Review, 7(2), pp. 198-212, doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1807-76922010000200006

Vargas, L. H. F., Almeida, J. E. F., & Júnior, E. M. (2014). Lucro e prejuízo sob a perspectiva da administração: como os resultados são apresentados nos relatórios de administração? Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 8(4), pp. 351-368.

Publicado
31-03-2015
Como Citar
Pagliarussi, M. S., Guimarães, T. N., & Ferreira, T. A. (2015). Harmonia entre as informações contidas no texto e nos números dos relatórios anuais de empresas brasileiras. Revista De Educação E Pesquisa Em Contabilidade (REPeC), 9(1). https://doi.org/10.17524/repec.v9i1.1177
Seção
Artigos