Factores influentes na aplicação da IAS 41 “agricultura” nas empresas vitivinícolas portuguesas

Graça Maria do Carmo Asevedo

Resumo


A crescente importância dada ao justo valor como forma de mensuração, em detrimento do custo histórico, faz com que a determinação do valor, e posterior registo, esteja na agenda dos organismos de normalização. Nesse sentido, o International Accounting Standards Board (IASB) emitiu a International Accounting Standards (IAS) 41 na qual prevê a mensuração ao justo valor dos activos biológicos e produtos agrícolas. Neste paper iremos abordar o sector vitivinícola português, por ser aquele que tem um peso mais significativo dentro da actividade agrícola e analisaremos a IAS 41 e o seu processo de desenvolvimento, focando a visão dos principais intervenientes no projecto de norma. Por fim, abordamos um estudo empírico efectuado com base em dados recolhidos através de inquérito às empresas com a Classificação Portuguesa das Actividades Económicas (CAE) 15931. Em nível empírico, para percebermos quais os factores influentes na aplicação da norma, adoptamos as análises descritiva, factorial, de clusters e discriminante. Apesar das limitações da investigação, os resultados obtidos permitem concluir que os inquiridos deram mais relevância às variáveis relacionadas com a aplicabilidade da norma e com a experiência e o conhecimento desta e de outras normas, ou seja, consideraram a aplicabilidade da norma relevante para o sector.

Palavras-chave


Justo Valor; IAS 41; NCRF 17; Agricultura; Activos Biológicos

Texto completo:

86-116


ISSN 1981-8610

Creative Commons License
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.